25 de setembro de 2010

Pessoas insubstituíveis?

Vivemos a era do descartável e como tudo que descartamos se vão facilmente os relacionamentos. É, o grande número de separações e da alta exigência dos solteiros não deixa de ser reflexo disto.

Ok, mas o que fazer para não cairmos nessa? Algumas pessoas acreditam que o melhor jeito de se manter com alguém é se tornar indispensável e insubstituível e esta idéia, um tanto prática, até que é verdadeira. Mas aí vem a pergunta: como se faz essa mágica de se tornar indispensável? Buenas... se tu conheces o teu parceiro/a pense um pouco que tu sabes. A questão é o gasto de energia e tempo centrado no outro e não em si. E isso exige tempo e grande dedicação, que poderia ser teu mesmo. Mas que funciona, funciona e cada um sabe no que precisa investir.

Aí me ocorre: quem sabe se não é melhor tu te destacares e se diferenciar a tal ponto de se tornar por ti mesmo/a muito desejada e por conseqüência insubstituível.

Eu tenho visto que as pessoas desejam alguém que admiram, seja pelo que for, e isso vale também para os desimpedidos. Este é o melhor jeito de atrair pessoas novas. Investir em si pode ser muito proveitoso porque além de ajudar a crescer, faz com que tu te tornes verdadeiramente melhor e gratifica muito.
“A mulher” ou “o homem” insubstituível é aquele que se faz admirar e por conseqüência, desejar.

Vai ai um texto da antropóloga Mirian Goldenberg que me inspirou a escrever estas linhas.

A mulher inesquecível
O HOMEM brasileiro quer ser o primeiro na vida de uma mulher. Já a mulher deseja ser a única na vida do homem. Duas frases populares na nossa cultura amorosa.É só abrir uma das revistas femininas e ler os depoimentos de mulheres famosas sobre namorados e maridos. Elas dizem: "Ele me faz sentir que eu sou a mulher mais especial do mundo".É também o que dizem as "outras", para justificar o papel de amante de homem casado: "Eu sou a única. Ele só está com a esposa por obrigação. A verdadeira outra é ela. Eu sou a número um".

Como ser uma mulher especial em um mercado de relacionamentos onde a oferta é muito grande não só no mundo real, mas no virtual?Eles dizem que na internet está disponível um enorme cardápio de mulheres de todos os tipos físicos, idades, profissões, nacionalidades etc. É um verdadeiro shopping onde tudo é muito fácil. Basta um clique.Apesar da oferta excessiva, eles querem encontrar uma mulher especial, aquela que fará com que desistam de conquistar todas as mulheres do mundo.Há uma característica essencial para ser considerada uma mulher inesquecível: ela deve despertar admiração.Ela não é necessariamente a mais bonita, jovem ou sensual. Inesquecível, para eles, é: "Minha esposa, ela é a mulher mais marcante de toda a minha vida, ela me ensinou tudo o que eu sei sobre mim mesmo"; "minha namorada, ela me transformou em um homem muito melhor", e "minha ex-mulher, ela foi, é, e será para sempre o meu único e verdadeiro amor. É a pessoa que mais admiro no mundo".

Freud dizia que existe uma grande pergunta que ele não conseguiu responder, apesar de muitas décadas de investigação da alma feminina: o que quer uma mulher?Muitas brasileiras responderiam facilmente: ser especial, única, inesquecível. Aparentemente, por trás desse desejo está o medo de ser ignorada, invisível, apenas mais uma no meio de tantas outras.Ser inesquecível poderia protegê-las da invisibilidade social e da falta de reconhecimento do seu valor, poder e importância como mulher.

É cada vez mais difícil se tornar uma mulher inesquecível em uma sociedade que se caracteriza pelo consumo hedonista, onde as relações amorosas são tratadas como mercadorias frágeis, múltiplas e descartáveis. No entanto, prova de que o amor romântico resiste às profundas transformações sociais, homens e mulheres continuam alimentando esse ideal.

6 comentários:

Luís Poeta disse...

Cláudia...
Insubstituíveis todos somos de uma forma ou de outra, prova disso são aquelas separações que mesmo desejadas jamais apagam as lembranças do que se foi. O que mantém um relacionamento? A 1ª coisa que precisamos entender é que apenas 50% disso está nas nossas mãos pois esse é o presasuposto básico de um relacionamento a dois. Os 50% restantes, que é a nossa parte, depende de nós, que depende da nossa vontade, da nossa disponibilidade, do nosso amor, do nosso humor,da nossa paixão, da nossa doação, do nosso envolvimento, do nosso sentimento. Enfim, depende de tantas coisas que é melhor nem pensar nisso, até porque são fatores um tanto quanto incontroláveis. Eu trocaria tudo isso pela vivência de uma poesia: "Fica o dito por não dito, fica o sabido por conhecer, fica a vida por infinito, fica o amor por amar e ser..." Luís Poeta

Anônimo disse...

Obrigada Luis.
As tuas contribuições são tão especiais...um mar de criatividade!
Beijo, Cláudia

Jorge Magalhães disse...

Tens um Blog bonito e com visitas, que tal associar isso com ganhar dinheiro com o mesmo?
Te indico o Smowtion. Faça um teste por 30 (trinta) e se não der retorno vc abandona.
O link:
https://publisher.smowtion.com/users/signup/magal

Um forte abraço e boa sorte

youtube.com/1959MISTERX disse...

VISITE MINHA PÁGINA COM VÁRIAS ATRAÇÕES!!!!
1- OUÇA MINHAS MÚSICAS, UMA DELAS REFERE-SE A UM ROCK CONTRA AS DROGAS: """JESUS CRISTO ÓPERA ROCK"""
2- TENHO TAMBÉM UMA FOTO DE UMA COBRA GIGANTESCA """ANACONDA/SUCURÍ""" COM MAIS DE 6m DE COMPRIMENTO QUE POLICIAIS DO IBAMA APREENDERAM NA BEIRA DE UMA ESTRADA, RONDÔNIA;
3- MINHAS CRÔNICAS MUITO BEM HUMORADAS !!
UM DELEITE PARA SEUS OLHOS E INTELECTO!!!!
FIQUE COM DEUS - AMÉN !!!!
ABRAÇO,...

PapoPoetico disse...

Cláudia, gestalt e oriente,
talvez você se divirta em http://papopoetico.blogspot.com/
A poesia é necessária
Tudo de bom

ikatzer disse...

Nem Freud explica!